sexta-feira, 8 de julho de 2011

Conformidade Situacional

Por vezes nos deparamos com determinada situação na vida no qual ficamos impotentes sem saber o que fazer. Essas circunstâncias surgem sem aviso prévio e torna o ser humano cada vez mais dotado de improvisações para garantir seu bem estar e/ou sobrevivência. Existem aqueles que lidam com os problemas de maneira a superá-los, já outros usufruem do conformismo para permanecer nesta situação.

A dependência do outro é uma das consequências do conformismo que muitos de nós persistimos em aderir. Hoje andar com os próprios pés é muito cansativo. O melhor é ter alguém que nos carregue e nos garanta tudo àquilo que poderíamos ter se andássemos sós. Está desempregado? O governo te sustenta por vários meses sem fazer nada. Recebe apenas dois salários mínimos? Não tem problema. Apenas tenha filhos e os escreva no bolsa família e tudo se resolverá. E se tiver 10 filhos não se preocupe...você estará milionário! E sem fazer absolutamente nada.

A criação desses auxílios que o governo promove ajuda muitas pessoas em diversos campos da sociedade, porém os deixam reféns a esse recebimento. A consciência que estes auxiliados não criam é que isso não passa de apenas a manutenção da pobreza. Eles sempre estarão pobres, sem perspectiva de crescimento. E o pior, estão todos felizes com essas meras migalhas que o governo dá, gritando: “A evolução tem que continuar!”. Evolução? Se isso é evolução, prefiro ser um eterno primata.

Certo dia, uma Doutora d’uma conceituada Universidade afirmou que era a favor das cotas para negros, pois assim seria uma forma de pagamento por estes serem escravizados, e no momento da abolição, não terem recebido nenhuma indenização.  Mas será possível um negócio desse? Será que os negros - ou quem quer que seja – tem que agora se fingir de coitadinhos da história para se dar bem e deixar que os outros os sustentem na vida?

Para atingir determinado objetivo na vida, não pense que será muito fácil. Obstáculos, barreiras e espinhos estarão sempre neste caminho, mas o diferencial dessa jornada será você. Irá parar no primeiro machucado e desistir, ou irá passar por essas adversidades, conquistar seus objetivos e sarar suas feridas no final?


Abraços.
E aí?

6 comentários:

  1. muito boa a postagem;;;abordo um assunto que da o que falar...mas tudo se resolve...temos que saber lidar...

    ResponderExcluir
  2. ' Muito, muito bom!
    Bom, abordou um tema interessante!
    Eu sempre digo que satisfação demais nos leva a maus costumes, pois quando estamos satisfeito com algo, não nos importamos se podemos ser melhor, ou podemos correr atrás do melhor, nos paralisamos e vivemos em torno do momento.
    Assim, são com as pessoas que recebem ajuda de custo do governo, recebem porque necessitam (fato), e não tiro a razão deles, pois têm visão pequena de uma evolução. Mas, é preciso muito mais, uma evolução não é alimentar o que já está fraco, mas sim fortalecer o que parece impossível. E essas pessoas necessitam sim, de ajuda para levantarem-se para lutar em prol de seus deveres e direitos. COMO? Através de uma educação sólida, salários adequados e acabar com a falta de emprego.
    E quanto a cota de negros, eu sou contra! Todos são capazes de entrar em Universidades Públicas, e negros não são distinto dos brancos, pois aqueles que querem estão mostrando muito bem isso dentro das Universidades, com cota ou sem elas!

    Mas, para isso, é preciso esforço!

    http://gerandodiasmelhores.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. rapaz, sou estudante de jornalismo na ufma (universidade federal do maranhão) e incrivelmente, tivemos um caso de racismo de um professor contra um aluno! como isso pode acontecer em um ambiente acadêmico?

    gostei muito do seu texto!

    parabéns!

    http://manuscritoperdido.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Primeiro, parabens pela abordagem do tema. Perfeita! Também sou da opinião que esses programas sociais são facas de dois gumes. Se por um lado ajudam pessoas com reais necessidades, por outro lado gera um certo conformismo sim. As pessoas precisam entender que esses auxílios (como quaisquer outros, de forma geral) deve servir para amparar apenas, e não para servir de escora para uma vida inteira.

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. O assunto postado, foi muito bem escolhido, você foi sucinto, e realmente hoje em dia parece que as pessoas simplesmente se acomodaram, sabendo que de uma forma ou outra, alguém vai ajudar, e isso é o pior de tudo, estamos cercados disso, hoje em dia tudo parece ser mais prático.
    Bem Blog bacana, vou seguir
    Parabéns
    Sucesso
    Beijãozão!
    Passa lá no meu

    ResponderExcluir
  6. Os programas sociais mais atrapalham do que ajudam.
    Primeira vez no teu blog e gostei.Muito bem escrito.

    ResponderExcluir

Escreva seu comentário AQUI !!