quinta-feira, 27 de outubro de 2011

A sustentabilidade em forma de atitude

Em meio a um cenário de consumo desenfreado e um descarte de lixo inadequado, a sociedade brasileira se vê de mãos atadas para algumas das muitas mazelas sociais que surgem circundando a esfera global. Na tentativa de minimizar o mal causado por toda uma população, alguns atores que fazem a composição desta, suscitaram o termo que por muitos é esquecido e/ou tido como inalcançável:  a sustentabilidade.

Quando se profere este nome, o que vem em mente de muitos é um aspecto puramente ambiental ou coisas relacionadas a este meio, mas enganam-se ao pensar desta forma. Devemos encarar e entender que a sustentabilidade é um conjunto formado de três pilares - social, econômico e ambiental -, onde a falta d'um destes alicerces do "tripé" ocasionará na inexistência de uma sustentabilidade. Exemplo: Se numa comunidade não há postos de emprego suficiente para suprir a demanda, isso é um problema social. Caso agora surjam empresas nesta comunidade que supram a necessidade de demanda, porém não pagem um salário adequado para os trabalhadoes se manterem, gera um problema econômico. E se caso haja um pagamento adequado para estes trabalhadores, se esta empresa em seu processo operacional, poluir o meio ambiente, isso é um problema ambiental. Então notem que um aspecto leva ao outro e a sustentabilidade nada mais é do que o adequado equilíbrio destes pilares.

Infelizmente muitas pessoas - quer sejam civis ou jurídicas - não possuem uma ampla visão para enxergarem esses três aspectos e são limitadas a olharem para um retorno imediato do pilar econômico; o olhar do consumo. O consumismo está voltado para algo exagerado, onde o número de pessoas adéptas a esta classe aumenta frenéticamente a cada dia. As indústrias, a fim de suprir esta alta demanda, acabam utilizando os recursos naturais de uma forma mais rápida do que a capacidade de renovação do planeta, fazendo com que o esgotamento destes se torne mais real.
Segundo a Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento (CMMAD) para que haja um real desenvolvimento sustentável é preciso atender as necessidades do presente sem comprometer a possibilidade das gereções futuras atenderem as suas próprias necessidades. Pratica esta que não vemos acontecer de fato nesta sociedade competitiva, onde alguém sempre tem que sair perdendo e o fechar dos olhos para as necessidades alheias torna-se cada vez mais comum. Hoje, o Brasil corre atrás de tal desenvolvimento. O Estado está adotando políticas para minimizar as práticas ilegais das empresas e as pessoas, embora que ainda em número pequeno, estão criando uma consciência sustentável.


A mudança deste triste cenário não só acontecerá a partir de intervenções realizadas pelo Estado. As ditas pequenas ações por nós feitas, serão de suma importância e também para a manutenção deste feito. Uma educação sustentável às pessoas é a melhor forma de se começar. Basta atitude!
Poderia aqui listar diversas ONG's e projetos criados para um fim sustentável, mas hoje cito um ator social morador da cidade de Jaboatão dos Guararapes que vem crescendo com sua arte ecológica e educacional, Edson Azevedo. Se autoconsiderando um eterno autodidata, não se limita quanto ao aprendizado na criação de suas artes.
Ilustrador, desenhista e designer gráfico, Edson transforma os materiais que seriam descartados em obras de arte, fazendo valer a máxima dita pelo químico Lavoisier: "Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma."
Criado a três anos pelo artista, o Projeto Gênesis visa dar uma educação ambiental à crianças e jovens da comunidade local. Com criações onde a matéria prima é material que vivaria lixo para sociedade e uma inspiração ímpar, Edson ganhou um prêmio na FENEARTE 2011 - a maior feira de artesanato da américa latina - como forma de reconhecimento por seu trabalho ecológico e social.
Tendo como base, em muitas das suas obras, os personagens e robôs do seriado Star Wars (Guerra nas Estrelas), o criador chama atenção por sua originalidade e desenvoltura nas peças elaboradas. Com obras a partir de materiais que iriam poluir as ruas, pretenção de venda delas e um fim educacional para as pessoas, o Gênesis torna-se exemplo de um exímio projeto que contempla todos os pilares da sustentabilidade (ambiental, econômico e social). Clique AQUI para visitar o blog e saber mais sobre o Projeto Gênesis!
"Se quisermos fazer algo que ajude o meio ambiente, temos que começar de baixo para cima, de dentro para fora, diminuir o lixo de cada lar.", diz Edson. E é a partir do pensamento e ação de uma única pessoa como o Edson que as grandes transformações são realizadas no mundo. Basta atitude!


E para você que insiste em dizer que sua pequena ajuda não irá contribuir para nada na humanidade, segue o pensamento:

"O que quer que você faça na vida será insignificante. Mas é muito importante que você o faça, porque ninguém mais o fará." (Mahatma Gandhi)

Abraços.


E aí?

0 Deixe seu comentário AQUI !:

Postar um comentário

Escreva seu comentário AQUI !!