quinta-feira, 2 de junho de 2011

Brasil: melhor prender do que educar.

Estando debaixo d'um forte sol numa tarde pernambucana, me deparo com a realidade de homens executando seu árduo trabalho de cortar capins em estradas, na tentativa de conseguir alguns míseros trocados para comprar um pão e dividir com seus familiares. Eles são frutos de um precário sistema educacional brasileiro, onde o investimento é ínfimo.
Tomando como base o estado de Rondônia, o MEC divulgou dados onde chega a ser até inacreditável tal realidade: para manter um aluno do ensino básico na rede pública se gasta em média R$216,00 mensais, enquanto para manter apenas um detento num sistema penitenciário do estado se gasta mensalmente cerca de R$1.800,00 a R$2.000,00. E isso é uma média nacional.
Como é que nós, contrubuintes que somos, não nos atentamos para essa tão degradante realidade? Como a educação, tida por muitos de nós essencial para a formação do ser humano, pode ser deixada de lado em prol de uma "reeducação", sendo que a educação nunca existiu? 
Cidadãos honestos, como esses citados no início do texto, tem que trabalhar arduamente debaixo d'um sol escaldante para ganhar um trocado para comer (e sabe-se lá Deus onde essas pessoas vão dormir), enquanto nós pagamos para ladrões, assassinos, estupradores, pedófilos (e outras classes...) comerem bem, dormirem debaixo de um teto e ainda tendo direito a banho de sol. Que sociedade é essa?


Muito se fala que o sistema carcerário tem como objetivo "reeducar" o preso, mas é notório que isso não dá certo, pois a taxa daqueles que voltam a cometer outros crimes é muito grande. Segundo o "Jornal de Gramado" o número de presos cresceu quase 150% no Brasil na última década. Creio que essa reeducação está sendo tão boa, pelo menos para eles, pois cometem seus crimes e depois vivem as nossas custas.



No estado do Arizona (EUA), o xerife de uma prisão resolveu adotar um método muito diferente em relação ao do Brasil. Não importa as condições climáticas, os presos de lá dormem em acampamentos ao ar livre, comem estritamente o necessário para a sobrevivência humana, realizam trabalhos para a sociedade (capinar, dentre outro serviços) e tudo isso vestidos em seus uniformes cor de rosa. O xerife ainda diz que eles não tem o direto de reclamar de nada, pois "se quiserem conforto, voltem a ser cidadãos" (este xerife já foi eleito por cinco vezes seguidas pela sociedade).  Ver vídeo? (clique aqui)
Se esse sistema fosse adotado pelo Brasil, garanto que iria funcionar perfeitamente, pois pelo menos, a demanda de presos seria muito grande para cortar os matos das pistas. O investimento agora seria voltado para uma educação de base e para uma educação profissionalizante, para que aqueles simples cidadãos comecem a ser mais valorizados e possam ter uma melhor oportunidade de crescer na vida e para que outros não ajam como se uma cadeia fosse um hotel de cinco estrelas.

Abraços.
E aí?

11 comentários:

  1. É impressionante como vivemos em um país onde se gasta mais na sustentação de delinqüentes do que na educação do nosso futuro!! Sinceramente!! É o fim!

    ResponderExcluir
  2. Dalton, texto brilhante!
    O modo como vc apresentou os pontos-chave da questão não poderiam ter sido melhor retratados.
    Concordo com absolutamente tudo. Presos trabalhando cortando mato nas margens da br sob supervisão de oficiais do estado. E capacitação profissional para o cidadão de bem!

    ResponderExcluir
  3. Sinceramente sinto até uma repulsa sabia?! Aqueles delinqüentes nojentos sendo sustentados com o nosso dinheiro. Dinheiro esse que daria pra solucionar grande parte do problema raiz da educação, que é a própria qualidade da educação e assim criar uma cadeia de benefícios para toda sociedade e inclusive da economia. Mas, sustentamos esse marginais e eles voltam a fazer os mesmos crimes e continua um ciclo sem fim de criminalidade. Parabéns Daltonn pelo seu post. Show!!

    ResponderExcluir
  4. É incrivel a disparidade de gastos do governo em questões como esta, pagar mais pela "recuperação" de criminosos enquanto a educação vai de mal a pior, professores desvalorizados, estrutura de ensino precária. É lamentável.

    ResponderExcluir
  5. Fato!

    Eu estava pensando em matar todos, mas isso já seria ótimo!

    Show de post! Abraço! :D

    ResponderExcluir
  6. heita rapaz...vi seu comentario em um blog e decidi visitar ...agora decidi seguir abraço e segue -lá http://morangosverdesmofados.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Amei o post. Realmente, a gente precisa atentar pra isso. A gente paga pro luxo dos presidiários e não reivindica uma melhor qualidade na formação do futuro no nosso País. Os atuais políticos deveriam parar e pensar nisso... querendo ou não, TODOS sofreremos com esse descaso com uma das coisas mais fundamentais ao ser humano: educação. Com tamanha negligência, já é previsível o que vai acontecer: o Brasil tenderá a se tornar cada vez pior. ¬¬

    Fui :*

    ResponderExcluir
  8. Vergonhoso para o Brasil, mas isso é pura realidade. É fato que o nosso país esta mudando, porem para se tornar uma grande potência, investimento na educação é fundamental.
    Enquanto houver exploração da mão de obra, e falta de investimento na educação e saúde continuaremos muito atrasados...

    Parabéns pelo blog, ótimo post. Comente o meu blog tbm...

    Leandro
    www.emquestao.org
    comente!

    ResponderExcluir
  9. Estou te seguindo, me siga tbm!

    www.emquestao.org
    comente e siga!

    ResponderExcluir
  10. seguindo
    www.bundatatuada.blogspot.com
    Ps: quando eu sigo aparece o H.Simpson

    ResponderExcluir
  11. Que interessante a política desse xerife, mas será que isso no Brasil "pega"?
    bjos

    ResponderExcluir

Escreva seu comentário AQUI !!